Facebook icon Instagram icon
Cirurgião Bucomaxilofacial e Ortognática | Dentista Zé Bastos


Cirurgia ortognática

Atenção, cuidado, respeito e uma nova vida. A odontologia pode fazer muito por você!

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Dr. Zé Bastos

José Carlos Da Cunha Bastos Junior
CRO-SP 73927

• Graduação em Odontologia pela USC-Bauru, 2001
• Aperfeiçoamento em Cirurgia Bucal e
Cirurgia Ortognática pelo HRAC-USP
• Especialista em Implantodontia pela APCD-Bauru
• Especialista em Cirurgia Bucomaxilofacial pela USC-Bauru
• Cirurgião Bucomaxilo do HRAC-USP desde 2006

Procedimentos

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Cirurgia ortognática

Procedimento que corrige e reposiciona os ossos da face, garantindo a oclusão (mordida) correta e deixando a arcada dentária e o rosto mais simétrico. Também é uma opção utilizada diante de questões estéticas, para a aumentar ou diminuir o queixo, corrigir sorriso gengival, quando há ausência de selamento labial e para melhorar a função mastigatória.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Implante dentário

Indicado para pacientes que perderam um ou mais dentes e que sofrem com a dificuldade em fazer uso de próteses removíveis. O implante é feito com um parafuso de titânio instalado no paciente, que passa a fazer a função da raiz do dente que foi extraído ou perdido por algum motivo. Em seguida ou em um segundo tempo, o dente artificial é instalado.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Enxerto ósseo

Indicado para pacientes com perda óssea e para reconstruir parte do maxilar que perdeu altura ou espessura para instalação do implante dentário. O enxerto, atualmente, pode ser feito com biomateriais sintéticos, que substituem o osso, evitando a remoção de um pedaço do osso do paciente, permitindo, dessa forma, recuperação mais rápida.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Exodontias 
simples e complexas

Neste procedimento, é feita a remoção cirúrgica de um ou mais dentes. A extração pode ser necessária em decorrência de diversos problemas odontológicos, entre eles, por motivo de cáries, dentes fraturados (na coroa ou na raiz), dente do siso (incluso ou semi-incluso), doença periodontal avançada, indicações ortodônticas e falta de espaço.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Mini-implantes

Indicado para pacientes que precisam de mais apoio para realizar a mecânica do aparelho. Esse procedimento é feito durante o tratamento ortodôntico. Para isso, é instalado um micro parafuso de titânio, entre os ossos, na mandíbula ou maxila. É um tratamento rápido e eficiente.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Cirurgia ortognática em paciente com fissura labiopalatina

As fissuras labiopalatinas são um problema congênito que atinge 1 em cada 650 crianças. Ocorrem quando o lábio e o palato não se unem durante a formação do feto. O tratamento é longo e deve acompanhar o crescimento craniofacial para que não haja sequelas, como crescimento ósseo inadequado.

Dentista Zé Bastos - Cirurgia Bucomaxilofacial e Ortognática

Enxerto ósseo alveolar

Este tratamento reconstrói o arco dental, fecha a fístula buconasal e dá suporte para base alar. Com isso, facilita a erupção espontânea do dente permanente e possibilitando a mecânica ortodôntica na área da fissura. O procedimento é feito após as cirurgias reparadoras primárias, podendo utilizar osso autógeno ou sintético.

Conheça o meu consultório

Tira dúvidas

A cirurgia ortognática só pode ser feita após o uso de aparelho ortodôntico?
Sim, na maioria das vezes. Antes da cirurgia é necessário realizar o tratamento ortodôntico. Em determinadas situações, após análise do dentista, a cirurgia pode ser realizada e, em seguida, é feito o tratamento ortodôntico. Essa decisão cabe ao cirurgião, para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Pacientes com mordida classe 3 esquelética pode resolver o problema com ortodontia, sem a necessidade de passar pela cirurgia ortognática?
Quando o problema é discreto, pode melhorar a estética, porém, para corrigir definitivamente é preciso passar pela cirurgia ortognática.

Sofri um acidente automobilístico e fraturei a mandíbula. Passei por uma cirurgia de emergência, porém, fiquei com fibrose e muito inchaço, mesmo após cinco meses após a cirurgia. Voltarei a ter o mesmo formato do meu rosto?
Apenas seu cirurgião pode responder com precisão sua questão. Mas pelo tempo, é possível que o resultado não mude.

Fiz um tratamento ortodôntico, porém, apesar da mordida ter ficado correta, ainda me incomodo com a estética. Devo passar pela cirurgia?
Provavelmente, sim. A cirurgia ortognática é a melhor opção para solucionar sua queixa. 

Tenho diabetes e, por conta da doença, perdi meus dentes. Posso fazer implante?
Pacientes diabéticos têm tendência a sangramentos por mais tempo e cicatrização mais lenta na boca, porém, com cuidados, o cirurgião pode optar pelo implante.

Durante o tratamento para o implante eu terei que ficar sem dentes?
Na maioria dos casos, o paciente faz o tratamento e, após a colocação dos pinos, são colocados os implantes. Porém, existem casos que é preciso aguardar a cicatrização e, nestas pessoas, o dentista coloca uma prótese provisória.

A cirurgia para implante traz riscos para o paciente?
Quando executada por um profissional experiente, os riscos são mínimos. Na grande maioria dos casos é utilizada a anestesia local, e o pós-operatório é bem simples. Muitos pacientes afirmam não sentir dores fortes. 

Preciso fazer enxerto ósseo. De onde o dentista vai tirar esse osso?
Em alguns casos, é retirado do próprio paciente, sem prejuízo para saúde e estética. Porém, é possível, também, utilizar enxerto autógeno, com materiais fabricados em laboratórios.

Quanto tempo demora entre a cirurgia para o enxerto ósseo e a colocação dos implantes dentários?
Esse período varia entre 6 e 12 meses, dependendo da cicatrização do paciente. Em alguns casos, é possível instalar os implantes logo após o enxerto, diminuindo o tempo de tratamento. 

Todo dente com cárie precisa ser retirado?
A remoção é cada vez menos necessária, graças ao avanço da odontologia. A extração se torna necessária diante de alguns traumas, acidentes e posicionamento incorreto de dentes ou falta de espaço.

Tem como não retirar o dente do siso?
Sim, a remoção só é necessária se o nascimento do dente do siso não ocorrer seja , por falta de espaço, mal posicionamento, causar inflamação ou dor.

Se eu optar por não retirar o siso terei que ter cuidados especiais?
Sim, pois os sisos ficam no fundo da arcada, e a limpeza dessa área nem sempre é fácil. Boa higienização, o uso diário de fio dental e consultas com o dentista são importantes para manter a saúde bucal.

Posso realizar exercícios físicos após cirurgia para a instalação do mini-implante?
Normalmente precisa de repouso no dia da instalação apenas.

Preciso suspender o uso de medicamentos durante o tratamento e após a cirurgia?
Medicamentos à base de ácido acetil salicílico devem ser evitados. Mas apenas o seu dentista poderá prescrever quais medicamentos deve deixar de ingerir.

Se após a cirurgia de mini-implantes o dentista perceber que não existe estabilidade, o que devo fazer?
Quando a estabilidade inicial não é satisfatória, os mini-implantes devem ser trocados por outros de maior diâmetro. Dessa forma, o tratamento segue de forma segura para o paciente

Acesse o blog


Informações sobre tratamentos, cuidados com a saúde bucal e bem-estar.

Endereços

Bauru
Av. N. S. de Fátima, 9-45 - Jd América
> Responsável técnico:
José Carlos Da Cunha Bastos Junior
CRO 73927 - CRO CL: 18.100

Jaú
R. Rangel Pestana, 629 A - Centro
> Responsável técnico:
Guilherme M. Capelozza
CRO 98929 - CRO CL: 18.246

Contato

Bauru
(14) 99802-6711

Jaú
(14) 99672-9475

E-mail
[email protected]